Usina Nardini #GrandePorNatureza #SegurançaéVida

UM PÉ NO LIVRO, OUTRO NA INDÚSTRIA: Nardini incentiva sede por conhecimento e formação alimenta a própria empresa

UM PÉ NO LIVRO, OUTRO NA INDÚSTRIA: Nardini incentiva sede por conhecimento e formação alimenta a própria empresa

UM PÉ NO LIVRO, OUTRO NA INDÚSTRIA: Nardini incentiva sede por conhecimento e formação alimenta a própria empresa

Guilherme Lanfredi, Engenheiro Químico e Responsável Técnico da Nardini, faz mestrado no programa de Engenharia Química da Ufscar (Universidade Federal de São Carlos) em simulação de processos de planta industrial, com foco em
termodinâmica. Tanto a dissertação, quanto a função do Guilherme na Nardini, visam a simulação de processos. "Como nós temos uma base de simulação de processos, se surge um problema, um ponto que pode ser melhorado, eu consigo simular isso, por indicadores de processos. Vejo na hora qual ganho podemos ter em porcentagem e quanto isso dá em reais, na safra atual e nos anos seguintes. Então, a gente consegue prever o que vai acontecer. O que a gente mais precisa hoje é de previsão: saber o que vai acontecer. Previsão de custo e de produção, para ser o mais assertivo possível. Aumentando eficiência e reduzindo custo. A gente mede, faz uma previsão baseada no histórico, no que acontece naquele período do ano, por exemplo, baixou a moenda, o que a gente pode fazer? Vamos mudar esse equipamento para cá, passar o caldo daqui para lá, visando eficiência, tanto que a gente consegue chegar nos números bons que temos hoje". Dessa forma, Guilherme, junto com a equipe de Administração Industrial, consegue antever problemas e solucioná-los antes mesmo de acontecerem.

No desenvolvimento da pesquisa, ele utiliza, entre outros, um software norte-americano para melhorias e simulação de processos. "Consultei amigos, professores, testei vários softwares até chegar em um bom, onde eu posso considerar as condições de controle para resolver as questões do cotidiano. Para eu fazer um cálculo de troca de calor de um equipamento, por exemplo, eu usava cinco folhas para calcular isso, manualmente, aí eu fui atrás de um software que fizesse isso. Eu tenho que ter um conhecimento teórico para ganhar mais eficiência no processo produtivo, reduzir custos e aumentar a produtividade. Então, eu faço essa interface, estou com um pé no livro e outro na Indústria. O conhecimento é dos livros e a vivência é das ruas". Como escreveu Cora Coralina, "o saber a gente aprende com os mestres e os livros. A sabedoria se aprende é com a vida e com os humildes". Filosofia defendida e praticada pela Gestão.

"A Gestão me incentivou muito a fazer o mestrado, incentivou a equipe toda a estudar processos, gestão de projetos... E uma paixão minha é simulação de processos, então pensei em fazer um mestrado nisso. Esse apoio para mim é essencial. Esse estímulo agrega profissionalmente e propicia um resultado melhor para a própria empresa que me incentiva. Um gerente que dá um voto de confiança para o funcionário está olhando para o futuro. Eu nunca senti esse estímulo em outros lugares" finaliza o Engenheiro Químico.

A Nardini incentiva e facilita a busca por conhecimento e formação contínua de seus colaboradores. A otimização e excelência de seus processos e produtos é consequência deste estímulo.

Sobre o momento atual

COVID-19

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência da navegação de acordo com a Política de Cookies.