Usina Nardini

Vento forte e clima seco aumentam os riscos de incêndios

Vento forte e clima seco aumentam os riscos de incêndios
Vento forte e clima seco aumentam os riscos de incêndios
Vento forte e clima seco aumentam os riscos de incêndios

Vento forte e clima seco aumentam os riscos de incêndios

De julho a setembro, os riscos e as ocorrências de incêndios nas áreas rurais aumentam, isso porque entramos em um longo período de estiagem, tempo de muita seca, falta de chuvas e baixa umidade relativa do ar.

Infelizmente, a maioria dos incêndios são causados por negligências e maldade humana, e junto ao clima favorável para disseminação do fogo, os danos e prejuízos podem ser irreversíveis.

Por isso, os Brigadistas da Nardini estão cada vez mais atentos e empenhados, honrando um papel fundamental na prevenção dos incêndios.

José Thenorio da Silva, Líder de Prevenção e Combate ao Incêndio, pede a colaboração de todos nessa batalha. "Em nome de toda a equipe, venho pedir a colaboração e conscientização de todos. Estamos em um momento crítico de muitas queimadas. Muitos incêndios são ocasionados por maldade e imprudência. Há famílias que moram lá perto e que não tem prática nenhuma para combater o fogo, podendo sair feridas ou até mesmo algo pior. Nos brejos e reservas de água encontram-se animais, que também são prejudicados. A nossa equipe está empenhada e fazendo o possível para combater as queimadas, porém sozinhos não
conseguimos. Há formas de contribuirmos na prevenção, como por exemplo, não queimar lixos e jogar bitucas de cigarros acesos nas áreas rurais. Acredito que, se todos contribuírem com essas pequenas ações, venceremos essa batalha e reverteremos essa situação", finalizou.

Sobre o momento atual

COVID-19